Thursday, December 21, 2006

Apresentação

Estes contos, se são meio amorosos, é porque, tenho certeza, não há mesmo muita certeza sobre o amor.
Ainda que impossível, como evitá-lo?... Mas, sinceramente, já que existe (e é, às vezes, tão bom...), por que tentar evitá-lo?...
De tal modo invade, que, de vez em quando, há que botá-lo para fora. Ou (a maioria prefere...), dependendo da hora, trazê-lo para dentro...
Alguns o escorraçam (ele volta, cachorrinho, tomando conta...). Outros, o agarram, se agarram a ele (que, felino, salta no ar...).
Eu, que não entendo o amor (como a maioria...), que tenho quando não quero e quero quando não tenho, tento administrar: mantenho a pose, mando recado, busco contato, escrevo qualquer coisa...
Daí, esses contos.

1 Comments:

Anonymous marcia hortencia said...

Querido Guina
Estes contos meio amorosos tocam a alma.Você sabe que gosto bastante deles, porque falam de amor, e eu sou uma apaixonada pelo amor. Na apresentação você, que é pessoa sensível e criativa, mostra primorosamente como as questões amorosas angustiam e maravilham a todos nós. Torço para que um dia, quem sabe, possamos viver mais amorosamente, e que esta sua apresentação seja só uma ficção. Parabéns pelo belo trabalho! Bjs

4:16 PM  

Post a Comment

<< Home